Associação do Ministério Público de Alagoas

AMPAL :: Associação do Ministério Público de Alagoas

Transparência

Associado Ampal tem o acompanhamento via internet, acesse abaixo:

Maceió-Alagoas, Quinta-Feira, 24 de Agosto de 2017.

Mídias

08/02/2012

Gecoc investigará atentado em Limoeiro do Anadia

Por determinação do procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares, o Grupo Estadual de Combate ao Crime Organizado (Gecoc) participará das investigações que tratam do atentado ocorrido contra o estudante de direito Nivaldo Ferreira Albuquerque Neto

ascom MP

Por determinação do procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares, o Grupo Estadual de Combate ao Crime Organizado (Gecoc) participará das investigações que tratam do atentado ocorrido contra o estudante de direito Nivaldo Ferreira Albuquerque Neto, filho do deputado estadual Antônio Albuquerque. O crime foi cometido na última sexta-feira, na fazenda de propriedade da família, em Limoeiro do Anadia. O jovem levou quatro tiros, foi socorrido, passou por cirurgias e está internado no Hospital Arthur Ramos, em Maceió.

O Gecoc acompanhará as investigações sobre o caso com a comissão formada pela Polícia Civil, que conta com os delegados Kelman Vieira, Maurício Henrique Duarte e Ana Luiza Nogueira. Segundo o promotor Luiz Vasconcelos, coordenador do Gecoc, serão ouvidos familiares e amigos do estudante, além de funcionários da fazenda, bem como analisadas as câmaras de vídeo cedidas pela Prefeitura de Limoeiro do Anadia. “É inadmissível q em Alagoas ainda ocorra esse tipo de conduta. Não há mais espaço para a pistolagem e a barbárie entre nós”, destacou Tavares.

“Já estávamos com um promotor acompanhando o caso. Agora estaremos de forma oficial. O procurador-geral de Justiça irresignado com este caso de violência determinou que o Gecoc evide todos os esforços para localizar os culpados e levá-los ao julgamento e a seguinte condenação com todos os rigores da lei”, afirmou o coordenador do Gecoc.

Acompanhe a Ampal no facebook:  

Copyright © 2011 Ampal - Associação do Ministério Público de Alagoas - Todos os direitos reservados